Pesquisar neste blog

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

ARTE COM OS ESQUELETOS DAS FOLHAS!

        
O origem da técnica de esqueletização:

Um processo que ocorre espontaneamente na natureza. Ao consumir a clorofila de uma folha, larvas e insetos revelam suas complexas e fascinantes venações, que são suas estruturas vasculares. No esforço de imitar a natureza para trazer à luz toda a beleza escondida sob o manto verde da clorofila das folhas, artesãos desenvolveram há centenas de anos o processo de esqueletização. Consta que já era praticado na China na era da dinastia Ming (século 14) e há relatos da época vitoriana (século 19) mencionando os phantom bouquets confeccionados com folhas esqueletizadas para impressionar a nobreza da Inglaterra.
O processo:

A colheita das folhas é feita no dia anterior à produção. São usadas principalmente folhas decíduas, que caem das árvores num processo natural de renovação. As folhas são cozidas em alta temperatura e em seguida lavadas uma a uma, com grande cuidado, para que a clorofila seja removida, revelando suas nervuras. Em seguida são colocadas para secar ao natural, algumas individualmente e outras em maços. Podem ser deixadas na cor natural, que apresenta tons terrosos e neutros, e podem também ser clareadas e tingidas nas mais diversas cores.
 
O produto:
Dedicada à esqueletização de folhas naturais e à confecção de fino artesanato com essa matéria-prima, a SkeletonLeaves nasceu de uma admiração pela beleza das folhas e da vontade de eternizá-la em produtos que mostrem todo o seu encanto. Trabalhando com as mais variadas espécies e apurando o ponto ideal de cocção de cada uma, a SkeletonLeaves desenvolveu um catálogo de folhas com alto índice de esqueletização, que têm aparência muita delicada, algumas assemelhando-se a rendas de finíssima trama, outras a organzas de seda, outras ainda lembrando o oriental papel-arroz.

Celulose pura, as “folhas-esqueleto” são superduráveis, flexíveis e moldáveis, emprestando sua beleza a um sem-número de aplicações. Elas podem ser usadas individualmente, para decoração e revestimento, em embalagens, luminárias, móveis, paredes; para a arte floral, na confecção de flores dos mais variados formatos; para aplicação em artigos de papelaria, em scrapbooking etc. Em tons naturais, neutros, assim como clareadas ou tingidas nas mais diversas cores, as folhas da SkeletonLeaves oferecem uma extensa cartela de opções decorativas.
 

O processo é simples: Use folhas grandes, com nervuras bem pronunciadas e que já estejam separadas do caule há algum tempo (por favor!). Ferva as folhas em uma mistura de 80 gr. de bicarbonato de sódio e 3/4 de litro de água, até que a “carne” comece a soltar. Retire da água e coloque-a sobre um pano de copa limpo. Esfregue “gentilmente”, como um objeto não cortante, para retirar o restante da polpa (puxe quando soltar). Depois coloque o esqueleto sobre uma folha de papel e borrife levemente um pouco de água oxigenada, para clarear o “esqueleto”. Deixe secar e está pronto :)

Fonte: PROJETO E FOTOS SKELETONLEAVES e amatéria no ESPIRIT CABANE

Mais informação dicas. de decoração, através da reciclagem de diversos , matérias acesse a página: 

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Utilidades do amaciante de roupas

Confira dicas de uso inusitadas para o tradicional amaciante de roupas.

O amaciante é um dos maiores aliados das roupas limpas. Além de deixar com um cheiro agradável, o melhor é que ele não serve apenas para lavar os tecidos, mas também pode ser utilizado em outras tarefas na hora de arrumar a casa.

Confira:


Tirar o aspecto ressecado do tapete

Após lavar o tapete normalmente, dilua uma xícara de amaciante em dois litros e meio de água. Com essa mistura, borrife o líquido no tapete e deixe secar. Além de cheiroso, ele ficará macio, sem o aspecto ressecado.Limpar o chãoApós lavar a roupa com o amaciante, utilize a água da lavagem para tirar a sujeira do chão ou da parede. Além de economizar, fica fácil limpar o azulejo de ambientes como o banheiro ou a cozinha, por exemplo.


Retirar manchas do móvel

O amaciante é muito útil para tirar a mancha de óleo de peroba. Para tirar o pó, basta diluir uma pequena quantidade do produto em água e esfregar na sujeira com a ajuda de um pano.

Limpar a panela com mais facilidade

Coloque um pouco de água na panela e adicione um pouquinho de amaciante. Após deixar de molho por uma hora, verifique se os resíduos estão mais maleáveis. Quando a panela ficar no ponto, basta lavar normalmente.Para perfumar o ambiente. Coloque uma pequena quantidade do amaciante líquido em um litro de água. Misture bem e coloque a solução dentro de um borrifador para aplicar no sofá, nas almofadas, no quarto…

Para alargar o sapato

Se estiver apertando o pé, coloque uma pequena quantidade do amaciante em cima do local que está incomodando. Deixe por um tempinho antes de calçar o sapato e tire o excesso com um papel.

Fonte: Bolsa de Mulher


Mais informação dicas. de decoração, através da reciclagem de diversos , matérias acesse a página:  Decoração e Reciclagem _ Facebook

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Reutilizando água

 Água
Aprenda como "reciclar" água da chuva e da 
máquina de lavar.
Economia na conta de água e aproveitamento da água repentina e torrencial consciência dos nossos recursos naturais!
Água é o recurso natural mais precioso 
que existe no planeta Terra. 
Fonte de toda a vida, ela deve ser tratada com a atenção que merece, sendo nossa responsabilidade a manutenção sustentável desse bem. Água
Aqui vão duas dicas para usar a água de maneira consciente:
Reutilizando água da máquina de lavar:
Anderson Zemis, morador do município de Sumaré, no estado de São Paulo, simplesmente prendeu (com massa de vedação) uma torneira em um tambor plástico de 200 litros. O tambor custou aproximadamente R$ 45,00. Já a torneira, varia de acordo com o modelo usado. É importante lembrar que a água das máquina de lavar devem ser usadas para atividades não potáveis, tais como limpeza de calçadas, carros, quintais etc.
 Reciclando
Reutilizando água da chuva:
Com um sistema de captação da água da chuva, tarefas : a rega do jardim, a limpeza do quintal e a lavagem do carro, por exemplo, não precisam ser feitas com água potável.
Mas como construir um sistema de captação?
O primeiro passo é a instalação de calhas no telhado que captem a água da chuva e a transportem até um reservatório. Podem ser barris de plástico com capacidade para 200 litros cada e com uma torneira na parte inferior, como no exemplo acima. É interessante também colocar um filtro para que detritos como folhas e gravetos não entupam o reservatório ou obstruam algum outro ponto do sistema. Pronto, agora já é possível aproveitar a água da chuva! Para facilitar o uso da água, é bom deixar a torneira da cisterna a no mínimo 90 centímetros de altura, pois assim a água ganha mais pressão ao sair.

Mais informação dicas. de decoração, através da reciclagem de diversos ,aterias acesse a nossa pág Decoração, Decoração e Reciclagem _ Facebook